Dicas de Decoração Com Peças Usadas

Uma das grandes tendências da arquitetura e da decoração de interiores é o uso de peças que já foram usadas. A tendência conhecida no meio, também como retrô e vintage está cada vez mais comum e tem se tornado até fator de valorização dos ambientes. Isto porque a prática agrega diversos valores, entre eles as boas práticas ecológicas – nada se perde, tudo se aproveita -, além de ser uma linha de decoração também mais barata e, em alguns casos, e de conferir estilo totalmente personalizado ao ambiente.

 

Quando se usa uma peça que já foi usada na decoração do interior de um ambiente, há um efeito gerador de renovação, por conta do estilo das peças. Trata-se, portanto, contrariando o que a princípio se pode imaginar, de um efeito de contraste, que acaba por valorizar as peças renovadas como se fossem obras de arte.

 

Algumas vezes, no entanto, a decoração segue a linha do reaproveitamento de maneira quase generalizada, e nesse caso o impacto não se dá pelo contraste, e sim pela quantidade. É uma alternativa que vem sendo muito adotada em decoração do interior de bares e alguns restaurantes, mas que pode ser largamente empregado no interior das casas. Além disso, há o valor da sustentabilidade, que é impagável.

 

Peças antigas também podem ser usadas em ambientes onde se deseja agregar um estilo bem inusitado. Com novos usos para objetos diversos que se transformam em artigos decorativos, como raquetes que se transformam em espelhos, chapéus ou talheres que viram luminárias, e outros objetos, é possível ainda conferir uma personalidade muito grande, que não é possível obter com peças novas adquiridas em lojas de artigos de decoração tradicionais. Nesse caso, o resultado final pode ser divertido, conferindo um ar alegre ao ambiente.

 

Para conseguir estes efeitos com peças usadas, é importante salientar que é preciso bater um pouco de perna e visitar algumas lojas como brechós especializados em objetos usados, e ou antiquários – estas que revendem especificamente objetos antigos, sendo que alguns deles já têm incorporados o valor de obras de arte.

 

Também é possível fazer o uso da criatividade e aproveitar algumas peças mais antigas que eram de família e que por vezes são relegadas ao porão ou sótão das casas. Muitas são as possibilidades, entre elas renovar em casa mesmo uma cômoda ou penteadeira antigas.


 

Outra opção é vasculhar os sites especializados em vender peças que já estão fora de uso. Os preços costumam ser muito atraentes.