Aposte em Adesivos e Pinturas Lúdicas nas Paredes de Quarto Infantil

Decorar quarto das crianças não é tão simples quanto parece. Isto porque qualquer elemento a mais posto no quarto de uma criança poderá poluir facilmente o visual do ambiente. Por outro lado, não colocar alguns elementos pode fazer com que o quarto fique sem graça ou descaracterizado. No entanto, com algumas dicas bem legais, é possível deixar o quarto dos pequenos divertido, fofo e com muita praticidade.

 

É sempre importante lembrar que os quartos são os cômodos mais pessoais e íntimos da casa, afinal eles servem como local de descanso e exercem quase a função de refúgio para seus donos. Pensando nisso, é muito importante que a organização e a decoração do ambiente reflitam os hábitos, gostos e a personalidade do proprietário do espaço.

 

Com os quartos de crianças, o assunto não é diferente. Isto porque mesmo que a criança não tenha preferências bem definidas é essencial que o quarto seja confortável, transmita para a criança o sentimento de segurança e traga referências das atitudes e gostos dela. Não existem regras fixas, mas pensar nos sentimentos que o ambiente irá transmitir é muito importante.

 

Também é fundamental que sejam rompidos os estereótipos de quarto de menina decorado em rosa e de menino em azul. Mais uma vez, o importante é criar um ambiente harmônico, agradável e útil, onde a criança possa brincar e dormir, além de passar momentos com segurança e tranquilidade.

 

É possível a partir de técnicas e de ideias diferentes decorar o quarto das crianças de forma criativa, utilizando móveis, cores e outros elementos decorativos de forma adequada.

 

A decoração de um quarto de criança deve ser levar em conta o dia a dia dela, e mais do que isto: segurança, tranquilidade, funcionalidade e praticidade. Além disso, o quarto deve refletir o mundo da criança, ser seu cantinho, onde brinque, receba seus amiguinhos e estude com sossego e, ao mesmo tempo, um lugar organizado que facilite a arrumação no dia a dia.

 

Aposte em adesivos nas paredes. Em quartos infantis adesivos de desenhos animados ou filmes da preferência da criança, de ilustrações com elementos lúdicos (balões, árvores, barcos, mapas, crianças, animais) e os que brilham no escuro (planetas, estrelas, personagens) são super indicados. Adicionar cor ou estampas em uma das paredes também contribui para decorar o ambiente. Isso pode ser feito tanto por meio de pinturas, do combo tinta e adesivo ou por meio do uso de papéis de parede. Elementos lúdicos costumam ser os preferidos da garotada.

Ideias Legais Para Decorar Quarto Infantil

Não somente de pintura e adesivos sobrevive uma decoração de quarto de criança. Embora sejam duas das formas mais rápidas e práticas de se realizar uma mudança na decoração, há outros meios que podem ser igualmente explorados para fazer uma decoração em quarto de criança. Vale sempre lembrar que a decoração em quarto infantil tem de refletir o dia a dia da criança: ser prática, tranquila e também muito segura. Não vale, pois, investir em móveis ou objetos de decoração eu possam, mesmo que de longe, oferecer qualquer risco à saúde da criança.

 

Uma boa aposta é investir em móveis divertidos e que ao mesmo tempo exerçam dupla função. Esses móveis são chamados de “2 em 1”; são sempre uma boa pedida devido a sua maior utilidade. Atualmente, existem no mercado camas em forma de carros, barcos, beliches com saída de escorregador, camas suspensas com cabanas na parte inferior. Se o móvel for útil e ainda trazer diversão para seu filho, os dois lados saem ganhando. Vale o investimento. Alguns desses móveis podem inclusive ser usados por longo tempo.

 

Outra aposta bem interessante são os quadros. Eles costumam ser sempre aliados na hora de preencher paredes e espaços como um todo. No caso de quartos infantis eles também caem bem. É preciso atenção na hora de escolher a imagem e o local em que o quadro será colocado. Com relação à imagem, é possível adicionar quadros com ilustrações de traço suave e temáticas lúdicas. Outra opção são os quadros de estampa geométrica, que trazem um toque moderno ao ambiente, assim como os quadros tipográficos compostos por frases. Além disso, porta-retratos também podem decorar e deixar o ambiente mais aconchegante.

 

Outra possibilidade muito divertida são as paredes feitas com material de quadro negro. A parede que imita um quadro negro é uma opção decorativa muito legal, pois é acessível, fácil de fazer, serve como brinquedo para a criança e ainda é totalmente personalizável. Para conseguir esse efeito basta comprar a tinta esmalte fosca – fácil de ser encontrada – e aplicar sobre a área desejada, o que pode ser feito pelo morador da casa. A parede-lousa, no caso de crianças alérgicas ao giz, deve ser repensada e vir acompanhada de material hipoalergênico.

 

Por fim, os nichos e as prateleiras são outra aposta muito favorável que ajuda na decoração dos quartos infantis. Os nichos e prateleiras são itens decorativos que servem de suporte para outros elementos da decoração. Nos quartos dos pequenos, trazem um charme especial ao ambiente, sendo normalmente acompanhados de brinquedos, livros, quadros e outras peças decorativas. A variedade de formatos é enorme, basta procurar a que mais se encaixa no projeto idealizado e nas medidas do cômodo.

 

Dicas de Decoração de Interior de Quarto de Criança

A decoração do interior de quarto de criança tem de considerar como elemento principal a idade dela. A cada fase e ou nova faixa etária os elementos que devem ser incorporados aos básicos são distintos. Quando se pensa um quarto de bebê, é fundamental que as mudanças que irão acontecer no decorrer do crescimento dele, sejam pensadas para evitar que inúmeros quebra-quebras aconteçam no decorrer de poucos anos, já que entre os 3 anos até os 7 anos, as mudanças serão bem rápidas e necessárias.

 

A cama dará lugar ao berço, em menos de 3 anos, isto é fato comprovado. Em alguns casos, alguns pequenos deixam de usar o berço bem antes desse período. As cores das paredes também tendem a mudar, tornando-se mais vivas e alegres. Em certos casos, até mesmo com tons bem mais escuros. O espaço também deverá ser “aumentado”, já que o quarto também passa a ser um local para as brincadeiras com os amiguinhos, e / ou local para os primeiros aprendizados.

 

Sai o trocador e entram os baús para guardar a infinidade de brinquedos. Também entra uma pequena mesinha para desenhos e outras atividades. Tapetes emborrachados ainda são os preferíveis. Evite, ainda, acúmulo de bichinhos de pelúcia e outros objetos que possam acumular poeira. Cortinas devem ser de tecido fino, que aguentem lavagens constantes. Ou use persianas.

 

A proporção do espaço deve sempre privilegiar a socialização dos amigos. Para irmãos que dividem quartos o mais indicado é o uso de beliches ou bicamas. A cama pode ter um ainda ar de sofá, com muitas almofadas. Lembre-se de que o quarto também vai incorporando uma sensação de ser mais “adulto”, com mesa e cadeiras confortáveis.  Diminui o espaço para brinquedos, mas aumenta o espaço para material de estudo e livros. Nesta fase, muitas vezes, a criança tem dificuldade em manter o ambiente organizado, principalmente se não pensarmos na facilidade de organização durante a decoração. Aposte, portanto em  gaveteiros, caixas organizadoras e cabideiros, para auxiliar na tarefa de organização.

 

Dos 11 anos para frente, o quarto perde todo o ar de infantil, que foi visto ao longo dos anos. Entra agora o tom mais adolescente mesmo, cheio de personalidade, passando a ser um local não apenas de descanso e brincadeira, mas um refúgio para as mudanças que estão só começando.

Lembre-se que entre os 8 a 11 anos de idades, já aparecem certos aparelhos eletroeletrônicos – aparelhos de som, computadores, televisores – que costumam ocupar muito espaço também. Prateleiras, estantes vasadas, ajudam a manter o espaço melhor distribuído.