Decoração do Interior de Cozinha: O Que Deve Predominar?

Não é tarefa tão simples fazer a decoração do interior de uma cozinha, isto porque se trata de um ambiente de trabalho e de grande circulação. A cozinha é uma área da casa (e também de empresas) com a qual se deve ter a preocupação eminente com localização, tamanho, forma, ventilação,  funcionalidade, circulação, segurança, manutenção, elétrica, hidráulica, conforto para quem trabalha nela e, por isso a iluminação tem que ser muito maior do que em outras áreas da casa.

 

A cozinha, ainda quando está sendo planejada, deve respeitar alguns princípios, em especial o da localização. Ela precisa estar próximo à área social, em especial, à sala de jantar, e ter ainda um fácil acesso à área externa, para melhor locomoção de quem chega com as compras para serem organizadas e armazenadas. A cozinha pode ou não ser aberta para a sala, o que tem sido comum nos projetos mais contemporâneos, já que integrar os ambientes é uma maneira de aproveitar melhor os espaços. No entanto, é importante dar continuidade aos estilos. Também é importante que a cozinha dê acesso aos quartos, de modo que não seja necessária a circulação na área social.

 

Quanto ao tamanho e formas, a cozinha o ideal é que a cozinha seja ou quadrada ou retangular. Para mensurar o tamanho adequado dela, pense na quantidade de pessoas que irão,  diariamente, circular pelo espaço.

 

É importante ainda que a cozinha tenha uma ventilação apropriada. Pensar em um modelo de ventilação cruzada com janelas é a melhor opção. Quanto ao modelo de janelas, dê preferência às que possuam veneziana fixa ou não na parte superior. Também não se esqueça das portas, já que a cozinha precisa de excelente exaustão, ou seja, eliminação do acúmulo de umidade, gordura que é produzida nela.

 

Quanto à organização de uma cozinha, o mais indicado é que ela seja projetada em forma de triângulo – sendo que seus vértices devem ser a geladeira, fogão e pia, sendo nesta ordem e de forma que a soma das distâncias, em linha reta,  para ir de um ao outro não seja maior que 6 a 7 metros. Se for possível, a distância da pia à geladeira deve ser a menor. Evite colocar a geladeira em posição próxima ao fogão. Opte por prateleiras de altura regulável, bancos, mesas, e cadeiras dobráveis, em especial se o ambiente for pequeno.

Dicas de Outros Materiais Para Serem Usados em Bancadas

Hoje, há uma enorme variedade de materiais que podem ser usados em bancadas de pias, banheiros, lavandeiras e lavabos. São desde os mais resistentes aos que apresentam uma qualidade um pouco inferior, mas que de maneira geral, fazem direitinho suas funções.

 

As bancadas de inox já estão no mercado há certo tempo. Elas apresentam um visual denominado de high tech pelos decoradores e este combina com outros acessórios da cozinha ou do banheiro, como cubas, eletrodométicos e torneiras de todos os estilos. O aço inox é um material muito higiênico e resistente às altas temperaturas, embora precise de certos cuidados para se manter sem riscos ou pequenos amassados.

 

Quem opta por uma bancada de inox terá um aspecto homogêneo no ambiente, se colocado  com a cuba em uma única peça, ainda ganhará no quesito limpeza. O valor de bancadas de inox varia de acordo com a espessura e qualidade do material, e quanto maior for a espessura da peça, certamente o valor será mais elevado.

 

Já as bancadas de vidro têm sido muito comuns em projetos de banheiros e lavabos. Também já podem ser vistas em cozinhas, o que é muito interessante por conta do preço do vidro. As bancadas de vidro são extremamente leves e higiênicas, uma vez que são totalmente impermeáveis. O ideal neste caso, é que as bancadas sejam de vidro temperado, uma vez que se quebrem, esfarelam de modo a evitar qualquer tipo de acidente. E, para cozinha, especificamente, a espessura também deve ser maior que em outras áreas, para resistir aos impactos. O vidro produz uma sensação de limpeza e versatilidade, portanto, vale muito apostar neste tipo de material para bancada.

 

Outra aposta que não é tão comum de ser vistas em projetos, mas não por isso é menos bonito ou menos arrojado, são as bancadas de porcelanato. A bancada de porcelanato é uma opção ainda menos conhecida, mas que confere a resistência do granito, aliada ao visual das pedras mais sofisticadas, e com ainda outro atrativo: o baixo custo.

 

As bancadas de porcelanato são feitas com grandes peças de porcelanato, de maneira semelhante às bancadas de granito, mas com a vantagem de terem aspecto mais liso e várias opções de cor. Não é uma bancada revestida com peças de porcelanato, como se pode imaginar a princípio. A desvantagem em relação ao silestone e ao corian, por exemplo, é a presença de emendas, assim como no granito e no mármore, que, no entanto podem ficar bem sutis com uma boa execução.

Dicas de Decoração de Interior de Cozinha Pequena

Não se trata de tarefa muito fácil fazer a decoração do interior de uma cozinha pequena. Para acertar no designer dela são necessários alguns esforços e evitar algumas práticas comuns, que podem encolher ainda mais a sua cozinha. A primeira dica dada pelos designers de interiores é que nunca deve se fazer certas divisões em uma cozinha.

 

Por exemplo, cozinhas que já são pequenas, jamais podem ser divididas para ser feita uma área de serviço além dela. O correto é fazer uma bancada única, que sirva de apoio para a pia, e ainda torne mais funcional o uso do que seria uma bancada para organizar as roupas. Ao fazer a bancada inteiriça, cria-se a sensação de “esticamento” da cozinha.

 

Também tome muito cuidado com a escolha da cor da bancada para valorizar o ambiente pequeno. Cores como cinza, o granito e o azul são claros. Somente o móvel na parte inferior deve ser mais escuro, para não escurecer a cozinha.

 

Outra dica é utilizar melhor a parede que fica sempre em frente ao fogão. No geral, ela fica totalmente vazia e se perde em sua utilização, que não é otimizada. Outro ponto importante para dar a sensação de amplitude neste tipo de cozinha é  não utilizar de armários superiores – uma possibilidade que também depende do quantos objetos precisam ser organizados na cozinha.

 

Se a cozinha tiver pouca iluminação natural, o que é bem comum, aposte na valorização de cores claras para criar o efeito de luminosidade. Não é preciso, no entanto, fazer o uso do monocromático, mas é importante não escolher cores que não valorizem a iluminação local e escureçam a cozinha que, mal iluminada, fica ainda menor do que já é.

 

Em cozinhas tipo corredor, o posicionamento de certos objetos deve ser certeiro. É o caso da geladeira que deve ficar sempre próxima à entrada. Coloque a geladeira o mais perto da entrada. E, caso queira colocar uma área para refeição, mande fazer uma estreita dobrável, que no momento em que não estiver sendo usada pode ser dobrada e melhorar a circulação local.

 

Use todas as paredes. As paredes fazias são sinônimo de falta de habilidade em lidar com o aproveitamento do ambiente. Use prateleiras, elas são ótimas para ajudar a organizar os objetos de cozinha, além de dar uma aparência decorativa mais moderninha, ao mesmo tempo em que é tão simples.

 

Decorando a Cozinha Com Prateleiras

Para quem quer decorar uma cozinha com mais praticidade e gastando pouco, uma das melhores opções do mercado são as prateleiras. Elas podem ser encaixadas em qualquer espaço, desde que sejam previamente planejadas. E o melhor de tudo é que instalar uma prateleira é muito fácil e pode ser feito pelos próprios donos da casa. Esta, portanto, pode ser uma saída criativa, econômica e bem assertiva, em especial para aqueles que vão decorar uma cozinha que tenha pouco espaço.

 

Instalar prateleiras na cozinha pode deixar as tarefas do dia a dia muito mais otimizadas e rápidas. As prateleiras eliminam alguns objetos que são tradicionais em uma cozinha, como armários espalhados por todas as paredes, e divide melhor o ambiente, já que a organização precisa ser feita de maneira também prática. É uma solução decorativa que acaba ajudando as pessoas a eliminarem objetos que não são usados com frequência, isto porque tudo fica à mostra, então não dá para acumular objetos que não serão utilizados.

 

No entanto, é importante saber escolher as prateleiras certas para a cozinha. Uma dúvida sempre constante é se as prateleiras são todas iguais, e na verdade não, elas não são iguais. Há diferenças entre elas que são cruciais de serem conhecidas para se fazer a escolha por um modelo ou outro. Vale lembrar que assim como qualquer objeto, as prateleiras precisam harmonizar com os demais móveis e composições da cozinha e / ou qualquer outro ambiente onde sejam instaladas.

 

Cozinhas com mesas de vidro, fogão com tampa transparente, potes de condimentos claros sendo usados como elementos decorativos, o ideal é que as prateleiras também sejam de vidro para harmonizar com o ambiente. Elas são mais claras e também bem fáceis de serem limpas.

 

De modo geral, os modelos de prateleiras em madeira são os mais comuns, mas conhecidos e mais baratos, mas é importante salientar que para pessoas que vivem em áreas afetadas por cupins não são as mais indicadas. Optar por outros materiais com metal e mármore ou granito, dependendo de onde serão instaladas, pode ser mais assertivo do que modelos em madeira.

 

As prateleiras podem ser usadas na decoração da cozinha para diversos fins, entre eles organizar vidros de condimentos, organizar copos, pratos e até panelas. Para os condimentos, opte por colocá-las próximo ao fogão e / ou pia. Acima do balcão seco, por exemplo, ficam bonitas as prateleiras que organizam pratos e outras louças. Para panelas, abaixo da pia, é uma boa opção.

 

Como Decorar Cozinhas Pequenas?

A cozinha de uma casa nem sempre foi um dos ambientes da casa onde as pessoas passavam a maior parte de seus tempos livres. Ela por muito tempo esteve relegada apenas à condição de local onde se preparava os alimentos. Hoje, este conceito mudou bastante. A cozinha é ao lado de salas de estar, o ambiente onde se passa mais tempo. Isto porque o tamanho dos apartamentos e casas reduziu muito nas últimas duas décadas, fazendo com outros modelos de plantas fossem explorados. As cozinhas, tanto em casas pequenas quanto em apartamentos, têm se mostrado cada vez mais arrojadas – são cozinhas americanas, conjugadas com outros ambientes, totalmente abertas e muito mais funcionais.

 

A cozinha é um dos ambientes considerados pelos especialistas como o mais difícil de ser decorado, sendo ela grande ou pequena. Isto porque o custo do mobiliário de uma cozinha não sai barato, independente do tamanho dela. Quem opta pela contratação de um designer de interiores para fazer a decoração, terá de arcar, além de todo o mobiliário, ainda com os custos para manter o profissional. Embora ele ajude diretamente a supervisionar toda a obra, ele cobra para isto.

 

Quem escolhe por fazer a contratação de uma empresa que fabrica móveis planejados também terá um custo adicional, com a realização do desenho e / ou planejamento dos móveis, de acordo com o desejado. Então, na verdade não há muita saída: ou possui um orçamento mais folgado realização de serviço especializado ou trabalha com a ideia do faça você mesmo e mãos à obra para decorar a própria cozinha.

 

Para fazer a decoração da cozinha se o auxílio de algum profissional, alguns detalhes precisam ser considerados para não errar. A cozinha não é um ambiente livre em sua totalidade. Nela, serão acomodados alguns objetos como fogão, geladeira, micro-ondas, e somente estes já vão ocupar certo espaço. Então, no momento de fazer a medição da cozinha, limite-se a fazê-lo descontando o espaço desses objetos.

 

Quando a cozinha é muito pequena, é importante aproveitar e otimizar cada espaço dela. Por isso, um bom planejamento é fundamental para que a decoração da cozinha seja um sucesso. Meça todas as paredes e considere as posições das tomadas, para ligar os eletrodomésticos, e da saída de gás, pois é aí que o fogão deverá ficar. Com o planejamento adequado, é possível economizar tempo e dinheiro e ainda garantir uma cozinha linda e aconchegante.

Aprendendo a Dar Um Toque Masculino na Decoração da Cozinha

Icônica frase de que “lugar de mulher é na cozinha”, já não se sustenta há tempos, por diversas razões. Pode-se dizer que agora, que o local mais famigerado da casa é local de homens, sim senhor. Eles agora já vão para a cozinha preparar os mais diversos pratos e, de quebra, cuidar da organização do local que deveria ser, honrosamente deles, também há tempos. E homem gosta de cozinha, gosta de organizar o local e estão cada vez mais exigentes em relação à decoração do ambiente.

 

Estudos e pesquisas feitas por diversas universidades do mundo apontam um aumento considerável para a presença dos homens na cozinha. Algumas são as justificativas para a mudança comportamental que já é visível em grande parte do mundo moderno (visto que em alguns países do oriente, algumas tradições não se perdem). Os homens estão assumindo cada vez mais as tarefas domésticas, em especial às ligadas à cozinha, quer sejam solteiros ou casados.

 

E por conta disso, eles têm influenciado cada vez mais na decoração deste local da casa. E há algumas dicas que, de fato, se aplicada, deixa o ambiente com um ar mais masculino. O uso de vidros e revestimentos de cerâmica e madeira para tornar o ambiente mais sofisticado e moderno, é uma aposta assertiva.  O predomínio de aço escovado, laca e corian para dar ao cômodo “ares” que remetem à tecnologia, também é muito requisitado pelos homens. Para os que buscam mais urbanidade e aconchego, vale apostar no cimento queimado e o efeito de tijolinhos aparentes nas paredes.

 

Outra grande exigência do público masculino é quanto à aparência da área gourmet, além da preocupação bastante significativa com a adega. Quanto aos materiais para revestimento e / ou confecção de bancadas, os mais solicitados são madeira, vidro e aço.

 

Vale ressaltar que os especialistas em decoração garantem que os homens gostam de projetos mais arrojados e que estimulem a criatividade deles.

 

Já para a organização dos objetos, os homens podem deixar alguns utensílios de cozinha à vista para dar mais requinte ao local, como taças, garrafas de vinhos – organizadas em nichos –  ou liquidificadores e trituradores com design exclusivo. A compra de um kit básico de dois ou três tipos de facas, um jogo de quatro panelas e uma frigideira, além de formas, assadeiras, bowls e frascos para armazenar os alimentos preparados na geladeira, compõem a decoração final.